quarta-feira, 18 de outubro de 2017

PARQUES NACIONAIS NO MAIOR EVENTO MUNDIAL DO TURISMO DE AVENTURA

PARQUES NACIONAIS NO MAIOR EVENTO MUNDIAL DO TURISMO DE AVENTURA



O painel “Equilibrando Comercialização e Conservação em Parques Nacionais e Áreas Protegidas” é uma das principais ações do Instituto Brasileiro de Turismo, durante a Cúpula Mundial de Turismo de Aventura (Adventure Travel World Summit – ATWS), que acontece nesta semana, em Salta, na Argentina. Em dois momentos do evento, nesta quarta (18) e quinta-feira (19), o representante do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), Pedro Cunha e Menezes, convidado pela Embratur, debate o tema com representantes do Peru e da África do Sul, buscando as melhores práticas e apresentando desafios e soluções alcançadas em cada país. 



OBSERVAÇÃO EMBARCADA DE BALEIAS FRANCAS - UM TURISMO PROIBIDO EM SANTA CATARINA


Enquanto isso, o mesmo ICMbio, que mais atrapalha do que ajuda, faz o possível e o impossível para que o turismo de observação, embarcado, de baleias francas não aconteça em Santa Catarina. Parece mentira mas é a mais pura verdade além da demonstração da mais completa incompetência, já que isso acontece somente em Santa Catarina, no resto do mundo pode. Por conta disso, a frente Parlamentar Catarinense, composta por diferentes deputados federais do estado, se reuniu em Brasília, nesta terça-feira, 17, para exigir o cumprimento de uma determinação judicial por parte da omissão do ICMbio, que ficou responsável por adotar as medidas necessárias para retomar o passeio embarcado de avistamento das baleias francas, na costa Sul do estado catarinense, que está proibido desde 2012.

Praia do Rosa em Imbituba - SC - Um Santuário das Baleias Francas

Ha anos portanto isso vem prejudicando esse fenomenal turismo pois a passagem das baleias francas no litoral catarinense ajuda a fomentar diversos setores da economia local. O incompetente instituto de biologia havia alegado não poder cumprir com as medidas necessárias neste ano por “falta de tempo hábil”, o que de acordo com representantes do turismo de Santa Catarina, prejudicou mais uma temporada de visitações. Para pressionar o ICMbio a cumprir as exigências e retomar a atividade na região, o Turismo Vida Sol e Mar, um dos receptivos que realizava o passeio, protocolou uma petição exigindo à justiça de Laguna que o órgão cumpra com a determinação imediatamente.


De acordo com o presidente do Instituto da Baleia Franca, Enrique Litiman, estima-se que em 2012, ano do último passeio embarcado, mais de 10 mil turistas faziam a atividade por temporada de observação. “Se desde então não estamos podendo fazer a rota embarcada, as perdas têm sido incalculáveis, afetando as pousadas e toda a economia de Laguna, Imbituba e Garopaba e tudo, por uma denúncia sem muito fundamento que foi apresentada ao Ministério Público na época”, afirmou.


“É muito importante que todos os representantes do turismo de Santa Catarina foram a frente para defender a observação de baleias e cobrar do ICMbio o que foi decido pela justiça”, concluiu Litman.


LEVANTANDO VOO


Pesquisa do Ministério do Turismo aponta que 64,5% dos brasileiros que pretendem viajar nos próximos seis meses deverão optar pelo avião. Trata-se do maior percentual registrado desde junho de 2014, quando o índice atingiu 66,9% dos entrevistados que pretendem fazer as malas no próximo semestre. Para 25,7%, o carro será o meio de transporte utilizado, enquanto 7,5% optarão pelo ônibus. A ampliação da malha aérea é uma das medidas incluídas no Brasil + Turismo, pacote de ações do governo federal lançado em abril para estimular o setor. Ainda segundo a Sondagem do Consumidor, o Nordeste segue sendo a região preferida dos viajantes com 50,3% de intenção de viagem, seguido pelo Sudeste (21,7%), Sul (15,5%), Centro-Oeste (7,8%) e Norte (4,7%).



EMBRATUR REFORÇA IMPORTÂNCIA DO ACORDO “CÉUS ABERTOS”



Mais desenvolvimento econômico, competitividade e avanço para o País. Para o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, o acordo “Céus Abertos”, por meio do qual a abertura ou encerramento de novas rotas entre Brasil e Estados Unidos passam a ser livres sem limites de voos, pode trazer tudo isso para o País. Segundo o dirigente do Instituto, a aprovação do projeto pode ser crucial para que o setor aéreo possa continuar crescendo e se adequando a demandas dos viajantes estrangeiros e nacionais. O acordo entre os dois países foi assinado em 2012, mas ainda precisa ser referendado pelo Congresso Nacional.



No dia a dia, o acordo traz a chance de as empresas ampliarem a oferta de voos, aumentarem a cartela de serviços e atender novos mercado por meio de rotas aéreas, expandirem e fortalecerem o transporte de carga, impactarem na geração de empregos e contribuição para o crescimento do Brasil, com desdobramentos e ramificações dos benefícios para outros setores da economia e da sociedade.



“Quebrando entraves burocráticos, o Brasil consegue avançar de maneira mais eficaz, impulsionando a economia e fortalecendo diversos setores da cadeia produtiva, como nesse caso o da aviação comercial”, reforça o presidente da Embratur. “Ao passo que provemos maior segurança jurídica, atraímos mais investimentos e oportunidades para o Brasil. Nesse caso, temos também a oportunidade de estimular o fluxo de turistas para o País, ou seja, duas fontes de receitas: os turistas estrangeiros e os investimentos das companhias aéreas”, complementa Lummertz.


MOUNTAIN DO USHUAIA


Nem bem terminou o Mountain Do Lagoa da Conceição, o Kiko já começa os preparativos para 2018 que vem com o retorno de Ushuaia, a cidade mais astral do planeta, no calendário de provas. O Mountain Do é um evento de corrida em trilhas e montanhas, pioneiro no Brasil, inspirado na fusão das corridas populares de rua com as tradicionais corridas europeias da região dos Alpes suíços, italianos e franceses, na década de 90. 


Trata-se de corridas entre bosques, trilhas e montanhas, integrando natureza, desafios e superação, nas modalidades individual e de revezamento, cujas distâncias variam entre 5 e 42 km e que acontecem nas principais cidades turísticas brasileiras e também no exterior. Ushuaia é a cereja do bolo com suas paisagens fenomenais.


A primeira edição do Mountain Do foi em 2004, com uma corrida de revezamento ao redor da Lagoa da Conceição, em Santa Catarina. Com o crescimento do evento, o número de atletas passou a ser limitado a 1200, garantindo sua qualidade e a segurança dos participantes.


O diferencial do Mountain Do é estar alinhado com os princípios da sustentabilidade, se preocupando com a preservação da natureza e a conservação dos locais por onde passam. Além disso, o evento visa integrar a comunidade local, criando oportunidades de renda para a população através do comércio e da prestação de serviços de forma que valorize e proteja o meio ambiente. É um grande desafio que envolve natureza, saúde, companheirismo e aventura!

Clique na imagem para ampliá-la

Falando nisso, Ushuaia - Patagônia Fantástica - Argentina, está com um super estande de 100m² no maior festival de turismo do Norte/Nordeste do Brasil que começa nessa sexta-feira em João Pessoa - PB. A capital paraibana tem voos diretos com Buenos Aires. Daqui de João Pessoa eu estarei enviando informações.


RENDA DE BILRO


A Galeria de Artes no piso superior do Mercado Público recebe Aa partir desta quarta-feira, 18 de outubro, às 19h30, a Exposição Entre Rendas e Narrativas, em alusão ao Dia Municipal da Rendeira e do Rendeiro, comemorado em 21 de outubro. A mostra segue até 04 de novembro e pode ser visitada de segunda a sexta-feira das 13h às 19h e aos sábados das 10h às 14h. A entrada é gratuita. A exposição apresentará obras dos artistas: Décio David, Elias Andrade, Elita Ramos, Laércio Luiz, Luz Cúrcio, Maria das Rendas, Marilene Orleans, Maurílio Roberge, Tolentino Santanna Neto, Talyta Bastos, Vera Sabino e Jamilly Machado. Todos os artistas convidados desenvolvem a arte de fazer rendas ou criam narrativas pessoais tendo como base a tradição.


A NOITE É UMA CRIANÇA FOI LANÇADA NO HOSPITAL INFANTIL JOANA DE GUSMÃO

Foto: Fernanda